quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Melhore sua qualidade de vida

Vou interromper a sequência de avaliação de Live CDs, mas é por um bom motivo. Vou deixar uma dica aqui que pode melhorar sua qualidade de vida. Vou fazê-lo na forma de procedimento, ok ?

Vamos ao passo a passo:

1) Compre dois cases para HD SATA com conectores eSATA.

2) Compre um notebook com pelo menos um conector eSATA.

3) Use o tempo que você ganhou para algo útil, como a prática de esportes, ir a praia, namorar, etc ...

Eu explico:

Estava, até bem pouco tempo, pela mais pura preguiça, usando meu HD de destino, onde eu gravo as imagens capturadas, em um case externo ligado ao notebook pela USB2. Venci a preguiça para fazer um teste muito simples: Conectar o case ao notebook pela interface eSATA. Segundo as especificações, seria bem mais rápido que o USB, mas você sabe como é, preguiça de testar, preguiça de alterar o que já estava certinho ...

Meu teste foi muito simples: uma operação de hash MD5 em um arquivo de 80 Gb (uma imagem de um disco de 80Gb). Vamos aos resultados:

Com USB2:

real = 38m 12,215 s
user = 3m 59,755 s
sys = 1m 7,984s

Com eSATA:

real = 22m 42,154 s
user = 3m 35,457 s
sys = 59,984s

Fazendo um arredondamento grosseiro, a operação foi mais de 40% mais rápida com o eSATA. Em números absolutos, foram 16 minutos a menos.

Agora, veja só isso: Em uma investigação simples, fazemos no mínimo duas rodadas de hash na aquisição, algumas outras no decorrer do processo e várias operações onde há a necessidade de muitas leituras de HD. Se, para um disco médio de 80Gb, ganhamos 16 minutos por operação de hash, você acaba de poupar aproximadamente 2h no total de investigação na semana, o suficiente para 3 dias malhando 40 minutos, ou aquela partidinha de futebol de quarta à noite.

Viu só ? Acabei com a sua desculpa de não ter tempo para nada ... ;)

Mais alguns comentários sobre como melhorar a qualidade de vida dos peritos e investigadores digitais ? :))

Até o próximo post !

7 comentários:

S.S. disse...

Interessante Tony! Uma pergunta: a porta eSATA do seu notebook também é energizada? Ou é uma porta USB/eSATA e a energia vem da USB?

Outro ponto, o que achas do padrão USB3 que está vindo aí em 2010?

Comparação (velocidade teórica):

USB3: ~ 5Gbps - full duplex - power
eSATA: ~ 3Gbps - half duplex - no power
FireWire 800: ~ 800Mbps - full duplex -
USB2: ~ 500Mps - half duplex - power

Tony Rodrigues disse...

Fala, Sandro !

Ela é USB/eSata, e a energia vem da USB, como vc mesmo disse.

A especificação ficou bacana. Ainda assim, depende muito de como a indústria vai adotar e começar a implementação/compatibilização. O eSata, por exemplo, ainda é super incomum, e já foi lançado há um tempinho (2004) ...

Bruno disse...

Perdao... não entendi a diferenca do real, para user, para sys

Tony Rodrigues disse...

Bruno, esses parâmetros são para diferenciar o tempo específico. Para a finalidade do artigo, considere apenas o tempo real, que é o tempo que a gente fica esperando a tarefa completar. Os outros dois são relativos ao processador - user é o tempo gasto em user mode, sys é o tempo gasto em kernel mode.

Bruno disse...

obrigado pela resposta amigo...hj tive que ir no instituto de perici criminal carlos eboli e precisei clonar o hd com o dd e mostrar os hashs de acordo com o perito para ter validade junto o juiz... nunca tinha ouvido falar sobre informatica forense e estou fascinado com o assunto... ele falou a respeito desses tempos de acessos e outros assuntos q ate entao para mim eram desconhecidos, como ptk, dump de memoria, etc... caso tenham cursos (rj), livros e sites para me indicar agradeco

abços

Tony Rodrigues disse...

Bruno,

Em breve estaremos divulgando a data para o início do nosso treinamento em Forense Computacional. Será no Rio de Janeiro, pelo menos a primeira turma.

Espero vê-lo por lá !

Tony Rodrigues disse...

Bruno,

Se você ainda continua acompanhando o blog, vamos ter uma turma agora em janeiro/2010. Se você tiver interesse, entre em contato !

Abraço,

Tony